Sessões de Respiração de Renascimento

Sessões de Respiração de Renascimento

julho 12, 2018 Renascimento 0

 

O papel fundamental de um Renascedor é ensinar as pessoas a completarem um ciclo de Energia através das sessões de respiração de renascimento. Isto é, ensinar a conexão com a Energia através da respiração e permitir que a Energia as cure. Basicamente, ensina-se a superar a tensão, a dor, o drama, o medo, o trauma por meio da respiração, até atingir a paz e o relaxamento.

Quando bebês e crianças pequenas costumamos a respirar muito bem, usando toda nossa capacidade respiratória, mas conforme crescemos e reprimimos nossas emoções, nos desconectamos de nosso natural. A forma de fazermos isso é contendo a respiração, reduzindo a quantidade de ar que entra nos pulmões. Pouco a pouco, isso nos leva a desconexão com nós mesmos e nosso corpo. Reter a respiração se torna um hábito, até que se atinja um ponto em que o mecanismos respiratório fica inibido e as emoções reprimidas se transformam em bloqueios e tensões.

Em geral, os mecanismos respiratórios das pessoas são completamente transformados na primeira etapa do Renascimento (em torno de 10 sessões de alta qualidade). Dessa forma, é liberada e curada grande parte do que estava sendo contido e que impedia o Chi (Energia) de fluir livremente nos corpos físicos, mental e  emocional, assim como no corpo de Energia. Também são liberadas as principais camadas de tensão e de estresse provenientes dos traumas emocionais do passado, das memórias da infância e do nascimento.

A principal razão pela qual as pessoas sub-ventilam quando respiram é o fato de que seu mecanismo de respiração está inibido pois ainda estão reprimindo o medo que sentiram durante o nascimento. Quando respiramos pela primeira vez, cristalizamos esta primeira experiência do universo físico e com isso tiramos muitas conclusões sobre nós mesmos e sobre mundo. Infelizmente, esta experiência é frequentemente dolorosa.

É impressionante a raiva e a dor que podem ser expressas por meios de gritos e do choro de um bebê que teve um nascimento violento e desrespeitoso. Se quiser de aprofundar no assunto, leia o livro do obstetra francês, Frederik Leboyer: “Nascer Sorrindo”.

O cordão umbilical fornece oxigênio para o bebê durante vários minutos após o nascimento. Assim, o ideal é que ele o bebê comece a respirar ainda com o cordão umbilical intacto e com toda segurança que isso possibilita. Cortar o cordão que ainda pulsa é violento e faz com que o bebê sinta que não recebe o ar e que vai morrer. Como consequência, ele respira pela primeira vez a partir de um sentimento de urgência, de escassez e dor.

A maioria das pessoas precisa de várias sessões de Renascimento para ter segurança suficiente para se conectar com esse medo e liberá-lo.

O ciclo de Energia, constitui uma experiência integral de cura. Ele não deve ser controlado pelo profissional ou pelo cliente, mas pela natureza da Energia da pessoa que respira. Ele termina quando todos os sintomas, tensões, emoções ou experiências manifestados alcançam a sua expressão plena e são integrados pela Energia, transformados em relaxamento e bem-aventurança.

Assim, principal meta a ser atingida nas primeiras sessões de respiração é o desbloqueio do mecanismo respiratório. Essa experiência pode ser descrita como a fusão, sem esforço, da inspiração com a expiração. Quando isso acontece é a própria respiração que ensina a respirar. Leonard Orr descreve esse processo como: “a unidade do Espírito com a matéria, experimentada fisiologicamente”. “Depois de liberar o mecanismo respiratório, respiramos mais plena e livremente, o que nos permite soltar e superar emoções limitantes”.

Com isso, recuperamos o nosso contato natural com a Fonte de Vida. Quando melhoramos nossa respiração, nossa saúde e nossos níveis de Energia também melhoram. O sangue passa a fluir melhor, nossos tecidos, órgãos e cérebro recebem mais oxigênio, nos permitindo liberar grandes quantidades de estresse acumuladas durante anos.

A sessão de Renascimento, dura entre duas a duas horas e meia. Uma hora ou mais será dedicada à respiração, com o cliente deitado, em posição relaxada. Durante esse período o Renascedor orienta o ritmo respiratório do cliente, até que a respiração seja fluida, livre e conectada com a Energia. A medida que o sistema respiratório é desbloqueado, o cliente libera tensões, emoções não resolvidas e que foram reprimidas nas áreas correspondentes do corpo e passa a respirar conscientemente até que própria a respiração estabeleça o ritmo. Então, não há nada mais a fazer além de se deixar guiar pela própria respiração. Este ritmo é amplo, poderoso, profundo e, ao mesmo tempo suave. Esse processo de liberação que nos leva a um estado de paz, abertura e bem-estar, é chamado de integração.

Em geral, são recomendadas dez sessões de respiração, pois é o que a maioria das pessoas precisa para desbloquear a respiração e desenvolver a capacidade de renascer a si mesmas.

A respiração pelo nariz é, geralmente, a mais adequada, pois leva à integração de uma maneira mais rápida e fácil. A respiração pela boca às vezes pode ser utilizada em casos específicos. É necessário iniciar e finalizar a sessão de Renascimento respirando pelo nariz, para assegurar que o ciclo se abra e se complete corretamente.

Parte do trabalho de um profissional de Renascimento consiste em ensinar a seus clientes diferentes tipos de respiração e os ritmos adequados para cada momento, além de guiá-los apropriadamente durante os ciclos de energia de forma respeitosa e amorosa.

Fonte: Manual para profissionais de Renascimento – Fanny Van Laere e Leonard Orr

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *